Rússia : Cientistas descobriram como proteger o fígado do álcool


Rússia : Cientistas descobriram como proteger o fígado do álcool

Cientistas do Instituto de Medicina Regenerativa da Universidade Estadual de Medicina de Moscou  desenvolveram uma droga que pode salvar o fígado dos efeitos nocivos do álcool e de outras substâncias tóxicas.

Disse o chefe do departamento de tecnologias celulares avançados Alexey Lyundup, ao jornal Izvestia.
 Nossos colegas do departamento de cirurgia regenerativa desenvolveram uma preparação de peptídeo natural obtido a partir do fígado de leitões , o que permite que você salve o fígado quando é fortemente danificado. Eles escolheram o modelo de lesão hepática mais grave: Cirúrgicas e tóxicas, o que geralmente leva à morte dos animais. Verificou-se que esta preparação de peptídeo salva vidas dos animais. O fígado começa a se recuperar, e os animais não morrem, - disse o cientista.
De acordo com Alexei Lyundup, para os casos mais graves de drogas que causem danos no fígado será fabricado em forma de injeção . Para formas menos críticas cápsulas serão desenvolvidas para as lesões provocadas no fígado em situações de drogas tóxicas e produtos alcoólicos. 

 Nós descobrimos que o uso   do fármaco ou a sua administração em simultâneo com a toxina também mantém o fígado protegido, e o seu dano não ocorre- as células do fígado previamente danificadas também se regeneram, - explicou Alexey Lyundup.

O desenvolvedor da droga, e chefe do departamento de cirurgia regenerativa do fígado e pâncreas Tatiana Dyuzheva disse ao "Izvestia", que o inicio da pesquisa foi realizado por Edward Halperin - um dos principais cirurgiões-hepatologistas da Rússia. Ao longo dos anos ele procurou reforçar a função regenerativa do fígado.

O primeiro novo medicamento vai lutar contra a  insuficiência hepática em grandes operações no fígado. Isto é, principalmente, um tumor, em que uma grande quantidade de tecido hepático  é removido por cirurgia de ressecção. A segunda área, onde a droga é usada - é nas lesões tóxicas. Primeiro de tudo estamos falando sobre a hepatite, bem como a intoxicação alcoólica, em que o fígado é severamente danificado.

Em  2017 está previsto o início dos ensaios clínicos do medicamento na forma injetável para avaliar a segurança e a eficácia do seu uso.
As cápsulas devem  aparecer nos próximos 3 à 5 anos, já que os cientistas ainda precisam realizar ensaios pré-clínicos desta forma.
De acordo com Alexei Lyundup, o preço deverá ser acessível e o medicamento vai estar disponível para a população.
Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original e o blog ALAGOAS REAL
Fonte:
http://izvestia.ru/news/654792

Comentários