Surto de febre amarela está matando macacos raros no Brasil

Macacos estão morrendo por febre amarela



Macacos raros nas florestas do Brasil estão sendo dizimados pela febre amarela.


A epidemia começou no final de 2016 e, como acontece frequentemente na América do Sul, se espalhou para os seres humanos, matando pelo menos 50 desde o início de 2017. As autoridades têm liberado as vacinas para hospitais, onde há longas filas para a sua administração .


Mas não há vacina para macacos que estão morrendo em massa no Espírito Santo e Minas Gerais, os dois estados até agora mais atingidos.



"Cerca de 80 a 90 por cento dos macacos bugios marrons estão infectadas ou já morreram", diz Sergio Mendes na Universidade Federal do Espírito Santo, em Vitória, Brasil. "Esta é uma verdadeira catástrofe. Estes surtos acontecem periodicamente, mas este é o pior que já vi. "


Há também relatos não confirmados de macacos-prego morrendo de febre amarela na vizinha Minas Gerais e nos estados de São Paulo.


O vírus é normalmente encontrado em vários mamíferos que habitam a floresta, de marsupiais aos macacos, e é transmitido por mosquitos Haemagogus e Sabethes .


Editado pelo Blog Alagoas Real.
Se copiar é obrigatório citar  o Blog Alagoas Real,com seu link anexo!

https://www.researchgate.net/profile/Sergio_Mendes6
https://www.newscientist.com/article/2119610-yellow-fever-outbreak-is-killing-off-rare-monkeys-in-brazil/

Comentários