Emílio M. Ribas : Desapareceu a mancha negra do fundo do quadro - o Brasil já é outro

Trecho da conferência proferida por Emílio Marcondes Ribas  em 1922, na Faculdade de Medicina da USP


Emílio Ribas
Emílio Ribas


“Quando de todos os lados só vemos preparativos de festa, montes de flores e hymnos de alegria para solennisar a tomada de posse da mais bella conquistas do homem, confrange-se-nos deveras o coração quando nos saem pela frente moços de rosto carregado promptos a soltar a nota dissonante a despedaçar toda a synphonia do acto festivo. 


Nas minhas veias de velho sinto que corre um sangue muito vigoroso, desde que a questão da febre amarella deu um passo decisivo. Desapareceu a mancha negra do fundo do quadro: o Brasil já é outro. “Nem malária nem febre amarella!”.Não mais separações intempestivas, não mais tanta viuvez, tantos orphans, tantas lágrimas! Em quanto importa a descoberta do papel transmissor do anopheles e do stegomya” 


Emílio Marcondes Ribas 

(Trecho da conferência proferida em 1922, na Faculdade de Medicina da USP, 20 anos após a erradicação da febre amarela no Estado de São Paulo)
=======================================================================
Mário Augusto rated 10 out of 10 based on 7 Clients Public reviews. Visit Blog AR NEWS page for the reviews and contact.

Comentários