3/07/2017

OMS : Espírito Santo na sua totalidade é considerado área de risco para transmissão da febre amarela.


OMS
06 de março de 2017- WHO

OMS : Espírito Santo na sua totalidade é considerado área de risco para transmissão da febre amarela.


 A vacinação contra a febre amarela é recomendada para viajantes internacionais que visitam qualquer área do Estado do Espírito Santo.






Atualizações sobre as recomendações de vacinação da febre-amarela para viajantes internacionais relacionadas à situação atual no Brasil

A partir de 3 de março de 2017, a transmissão do vírus da febre amarela continua a expandir-se para a costa atlântica do Brasil em áreas não consideradas de risco para transmissão da febre amarela antes da revisão da avaliação de risco, apoiada pelo grupo consultivo científico e técnico sobre febre amarela geográfica (GRYF), publicado pela OMS no "Disease Outbreak News" de 27 de janeiro de 2017 e no site da OMS sobre Viagens e Saúde Internacionais em 31 de janeiro de 2017 e 14 de fevereiro de 2017.

Levando em conta a velocidade de propagação observada no Estado do Espírito Santo, a proximidade da área urbana de Vitória de epizootias e casos humanos em investigação para infecção de febre-amarela, bem como a implementação da campanha de vacinação contra febre amarela no Estado do Espírito Santo,o Secretariado da OMS determinou que o Estado do Espírito Santo na sua totalidade deveria ser considerado em risco de transmissão da febre amarela.

Portanto, a vacinação contra a febre amarela é recomendada para viajantes internacionais que visitam qualquer área do Estado do Espírito Santo.



A determinação de novas áreas consideradas em risco para transmissão de febre amarela é preliminar e atualizações serão fornecidas regularmente.

O atual conselho do Secretariado da OMS para viajantes internacionais que se dirijam para áreas do Brasil consideradas em risco, incluindo o Estado do Espírito Santo em sua totalidade, é o seguinte:



  • Vacinação contra febre amarela pelo menos 10 dias antes da viagem. 
  • Observe que, de acordo com o Anexo 7 do Regulamento Sanitário Internacional (2005), uma única dose de uma vacina da febre amarela aprovada pela OMS é suficiente para conferir imunidade sustentada e proteção vitalícia contra a febre amarela. 
  • Os viajantes com contra-indicações para a vacina contra a febre amarela (crianças com menos de 9 meses, mulheres grávidas ou lactantes, pessoas com hipersensibilidade grave a antígenos de ovos e imunodeficiência grave) ou com mais de 60 anos devem consultar seu profissional de saúde para obter aconselhamento;
  • Adoção de medidas para evitar picadas de mosquitos;
  • Consciência dos sintomas e sinais da febre amarela;
  • Procurar cuidados em caso de sintomas e sinais de febre amarela, durante a viagem e no regresso de áreas com risco de transmissão da febre amarela.
Traduzido e Editado
Se copiar é obrigatório citar o link do Blog AR NEWS

Fonte: WHO http://www.who.int/csr/don/06-march-2017-yellow-fever-brazil/en/

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Faça seu comentário