Surto epidêmico de febre amarela no Brasil 2017 - Atualização


Brasil - Febre Amarela : 59,88% dos casos permanecem em investigação





Na febre amarela urbana , o vírus é transmitido de um homem a outro pela picada de fêmeas infectadas de Aedes aegypti. 


Demora na confirmação dos casos pode agravar a situação de risco de vida e retardam as providências necessárias ao combate do surto-epidêmico de Febre Amarela


Na febre amarela urbana , o vírus é transmitido de um homem a outro pela picada de fêmeas infectadas de Ae. aegypti. 


Última Atualização do MS do Brasil sobre Febre Amarela



Até 15 de março de 2017, foram notificados ao Ministério da Saúde 1.558 casos suspeitos de febre amarela silvestre, desses, 933 (59,88%) casos permanecem em investigação, 424 (27,22%) casos foram confirmados e 201 (12,90%) foram descartados.



Do total de casos, 259 evoluíram para óbito, sendo que 112 (43,24%) óbitos permanecem em investigação, 137 (52,90%) óbitos foram confirmados e 10 foram descartados (3,86%). A taxa de letalidade entre os casos confirmados foi de 32,31%.


MONITORAMENTO DOS CASOS E ÓBITOS DE FEBRE AMARELA NO BRASIL -INFORME 32 >>>>>>

Comentários