Exame de RT-PCR é considerado o mais confiável para detectar febre amarela

O método busca o DNA do vírus, que já está presente na corrente sanguínea do paciente pouco depois da infecção.

Diagnóstico Laboratorial 


Isolamento Viral e RT-PCR:


· Deve ser colhido em tubo estéril, hermeticamente fechado ou em tubos à vácuo sem anticoagulante.


· Pode-se coletar o sangue até o 5°(quinto) dia do aparecimento dos primeiros sintomas. Centrifugar a 1.500 rpm por 10 minutos, aspirar o soro, transferir para um criotubo resistente a baixas temperaturas (≤ -80ºC), estéril e com tampa de rosca. 


IMPORTANTE: Não serão aceitos tubos com tampa tipo rolha para o isolamento viral e RT-PCR.


· Se não houver centrífuga, deixar em repouso na geladeira (2 a 8°C) por um período máximo de 2 horas. Após a sedimentação, transferir para um criotubo resistente a baixas temperaturas (≤ -80ºC), estéril e com tampa de rosca. A amostra deve ser congelada a -80ºC (em freezer ou nitrogênio líquido). 


· Em casos específicos, a amostra pode ser encaminhada à FUNED refrigerada, no prazo máximo de 2 horas após a coleta, ou armazenada a -20ºC por até 48 horas.





Se copiar é obrigatório citar  o link do blog ALAGOAS REAL

Exame de RT-PCR é considerado o mais confiável para detectar febre amarela
on
O método busca o DNA do vírus, que já está presente na corrente sanguínea do paciente pouco depois da infecção.
Rating: 2

Comentários