4/14/2017

MG apresenta 7.193 casos prováveis de chikungunya

Aedes


A febre chikungunya é uma enfermidade febril causada por um vírus e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. 


No Brasil, o Ae. aegypti encontra-se distribuído em todos os Estados, tornando o país suscetível à propagação do vírus no território nacional. A doença apresenta fase aguda, subaguda e crônica.


Distribuição dos casos


Os primeiros casos de chikungunya do estado de Minas Gerais ocorreram em 2014, sendo todos importados de outro estado ou de outro país que já possuíam a transmissão autóctone da doença. Observa-se um perfil epidemiológico muito semelhante nos anos de 2014 e 2015, apresentando um discreto aumento de número de casos prováveis de chikungunya nos meses de outubro a dezembro. Em 2016, foram confirmados casos autóctones, isto é, a transmissão ocorreu no estado de Minas Gerais. Com a alteração no cenário epidemiológico do estado, que atualmente possui a circulação do vírus em seu território, o ano de 2017 apresenta até o momento um total de 7.193 casos prováveis de chikungunya, superando os anos anteriores no mesmo período


Clique aqui e confira o Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de Chikungunya da SES-MG (atualizado em 10/04/2017)

MG apresenta 7.193 casos prováveis de chikungunya -   Rating: 6 out of 10

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Faça seu comentário