Sagui : Risco de transmissão do vírus da raiva para o homem


 É preciso conseguir autorização do Ibama para criar saguis 

A criação de saguis em domicílio ou em semidomicílio representa risco, quanto à transmissão da raiva as pessoas e aos seus animais domésticos.




RESUMO 

Introdução:

 Uma variante do vírus da raiva foi identificada em associação a casos de raiva humanos, no Estado do Ceará, transmitidos por saguis (Callithrix jacchus), primatas frequentemente criados como animais de estimação. Essa variante não apresenta proximidade antigênica ou relação genética com as variantes do vírus encontradas em morcegos e mamíferos terrestres das Américas. 

O objetivo do estudo foi avaliar os fatores de risco de transmissão do vírus da raiva oriundo de sagui (C. jacchus), criado como animal de estimação, para o homem na região metropolitana de Fortaleza, Ceará. 


Métodos:

 Foi aplicado um questionário estruturado aos criadores de saguis, residentes nos municípios de Aquiraz e Maranguape, Ceará, enfocando o manejo e a interação desses primatas com humanos. Para avaliação da ocorrência de antígenos rábicos, através do teste de imunofluorescência direta (IFD), foram coletadas amostras de saliva dos saguis domiciliados e semidomiciliados. Com base nos resultados obtidos desses espécimes, foram analisadas amostras de sistema nervoso central (SNC). 

Resultados: 

Na análise dos questionários, observou-se a proximidade dos criadores de saguis durante o manejo desses animais nos domicílios, bem como, seus conhecimentos limitados sobre a raiva, demonstrando haver risco quanto à transmissão do vírus. De 29 amostras de saliva de saguis reavaliadas, uma (3,4%) apresentou reação de IFD positiva. De 11 amostras de SNC, três (27,3%) apresentaram positividade. 

Conclusões: 

Os dados laboratoriais estão de acordo com os achados dos questionários, confirmando haver risco da transmissão do vírus da raiva devido à convivência de humanos com saguis (C. jacchus).

Conclusões 

A baixa escolaridade parece estar diretamente relacionada ao hábito de manter saguis (C. jacchus) em ambiente doméstico, no Estado do Ceará. Os domicílios são locais inadequados para a criação de saguis e não propiciam bem-estar ao animal, podendo ocasionar alterações comportamentais nos mesmos. 

A criação de saguis em domicílio ou em semidomicílio representa risco, quanto à transmissão da raiva as pessoas e aos seus animais domésticos. 


Os dados laboratoriais estão de acordo com os achados da análise dos questionários aplicados aos criadores de saguis (C. jacchus) e confirmam o risco da convivência de humanos com esses animais no Estado do Ceará. A educação ambiental associada à educação em saúde deve ser usada como ferramentas para o desestímulo da prática da criação de saguis em cativeiro.


Editado
Se copiar é obrigatório citar o link do Blog AR NEWS

História Fonte

Estudo realizado por Tereza D’ávila de Freitas Aguiar , Edmara Chaves Costa , Benedito Neilson Rolim , Phyllis Catharina Romijn , Nélio Batista de Morais e Maria Fátima da Silva Teixeira , no Artigo:



Sagui : Risco de transmissão do vírus da raiva para o homem - Rating: 6,5 out of 10

Comentários