Lições de moralidade do Ministério Público de Contas de Alagoas

tce alagoas
Ilustração : TCE-AL


Lições de moralidade



Em tempos de Lava Jato, escândalos na administração pública e do descrédito da população diante da lama que invade suas instituições e os poderes constituídos, o Ministério Público de Contas de Alagoas dá sinais evidentes de que nem tudo está perdido e mais uma vez se destaca por medidas de austeridade. Desde sua reformulação, com a entrada de novos procuradores aprovados em concurso público, o órgão que compõe o plenário do Tribunal de Contas do Estado ganhou notoriedade pela postura de seus jovens e destemidos integrantes e pela maneira diferente de fazer gestão pública. Agora mesmo realiza pela terceira vez processo seletivo para o preenchimento de cargos comissionados

Para o subprocurador-geral Gustavo Santos, titular da 4ª Procuradoria de Contas, “O número de inscritos superou a nossa melhor expectativa. O nível dos candidatos foi o melhor possível, muitos com mestrado e doutorado. Não há dúvidas que essa fórmula de seleção, além de implementar os princípios constitucionais da impessoalidade e eficiência, é apta a selecionar o melhor material humano para a administração pública”, declarou o procurador.


Coluna Pedro Oliveira

Pedro Oliveira - Facebook LINK
Avenida Fernandes Lima 1513/504 - Farol
Maceió - AL
(82) 3338.1756 (82) 8141.2500
Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão, membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras. 

Comentários