Nova terapia baseada em RNA para combater o vírus do Nilo Ocidental

Nova terapia baseada em RNA para combater o vírus do Nilo Ocidental



29/03/2018
Fonte:Universidade de Yale e Cell Host & Microbe
Resumo:Pesquisadores desenvolveram uma nova terapia de RNA, administrada pelo nariz, para tratar camundongos infectados com o vírus do Nilo Ocidental. A abordagem inovadora reduziu o vírus no cérebro, permitindo que o sistema imunológico destruísse o vírus e desenvolvesse uma proteção de longo prazo contra a doença do vírus do Nilo Ocidental, disseram os pesquisadores.

west-nile-mosquito
Mosquito da febre do nilo ocidental


As descobertas, publicadas na Cell Host & Microbe , podem representar uma estratégia inovadora para o tratamento do vírus do Nilo Ocidental após a invasão do cérebro e do sistema nervoso central, observou o Dr. Priti Kumar, professor associado de doenças infecciosas da Yale School of Medicine. .

Não existem vacinas aprovadas ou terapias eficazes para o Vírus do Nilo Ocidental, uma doença transmitida por mosquitos. Embora muitos indivíduos infectados não apresentem sintomas, outros - particularmente os muito jovens e os adultos mais velhos - podem desenvolver problemas neurológicos graves e até morrer da doença. A natureza esporádica da doença torna extremamente difícil testar e implementar vacinas, disse Kumar.

Para investigar uma possível nova terapia para tratar a doença do Vírus do Nilo Ocidental, Kumar e seus colegas se concentraram em uma pequena molécula de RNA "interferente" desenvolvida em seu laboratório. O RNA age contra múltiplos flavivírus transmitidos por mosquitos. Para direcionar o RNA para as células infectadas, eles o empacotaram em um peptídeo derivado do vírus da raiva, que é capaz de penetrar nas células nervosas. O passo final foi entregar a terapia através do nariz, onde poderia contornar as barreiras naturais que protegem o cérebro.

Com essa nova abordagem, os pesquisadores descobriram que a terapia reduziu o vírus no cérebro, evitando danos às células nervosas. Os ratos tratados tiveram uma taxa de sobrevivência de 90% alguns dias após a infecção em comparação com os ratos tratados com placebo. Significativamente, observaram os pesquisadores, nos camundongos sobreviventes, o sistema imunológico eliminou o vírus por todo o corpo e também permitiu proteção a longo prazo contra exposição futura.

Os pesquisadores concluíram que o tratamento oferece uma terapia promissora em estágio avançado e imunidade vitalícia. "Evita patologia no cérebro e dá aos ratos a chance de desenvolver uma resposta imunológica robusta", disse Kumar.

Enquanto a anatomia do nariz murino ( roedor(rato) Murinae é uma subfamília de roedores da família Muridae ) difere da dos humanos, os pesquisadores planejam estudar a terapia ainda mais com a esperança de que ela seja amplamente aplicável. "Na tradução, deve ser uma estratégia eficaz para as pessoas", disse ela.

Se esse for o caso, a terapia de RNA intranasal poderia, teoricamente, ser desenvolvida para o tratamento de outras doenças transmitidas por mosquitos, como a encefalite de St. Louis, a encefalite japonesa e talvez o zika, observaram os pesquisadores.

Outros autores do estudo são Jagadish Beloor, Nyree Maes, Pradeep Uchil, Andrew Jackson e Erol Fikrig, de Yale, e Irfan Ullah e Sang Kyung Lee, da Universidade de Hanyang, na Coréia do Sul.

Editado e traduzido pelo Blog Ar News
É obrigatório citar o LINK da postagem : 
Nova terapia baseada em RNA para combater o vírus do Nilo Ocidental
FONTE:

Comentários

Recentes