Atualização epidemiológica da OPAS - sarampo - 6 de abril de 2018 - Venezuela

OPAS - Sarampo - Venezuela
OPAS - Sarampo - Venezuela

Na Venezuela, desde que o primeiro caso de sarampo foi confirmado em EW 26 de 2017 até EW 12 de 2018, houve 1.006 casos confirmados (757 por laboratório e 249 por ligação epidemiológica), incluindo dois óbitos. O maior número de casos foi observado em EW 38 e EW 40 de 2017 e entre EW 8 e 11 de 2018. 
Cerca de 67% dos casos confirmados foram relatados em Bolívar (o estado com maior incidência cumulativa). Casos também foram relatados em Apure, Anzoátegui, Delta Amacuro, Distrito Capital, Miranda, Monagas e Vargas. A faixa etária mais afetada entre os casos confirmados é a dos menores de 5 anos, seguida da faixa etária de 6 a 15 anos. A disseminação do vírus para outras áreas geográficas é explicada, entre outros fatores, pelo elevado movimento migratório da população devido à atividade econômica formal e informal em torno da atividade mineradora e comercial. 
Como parte da intervenção, um Plano Nacional de Resposta Rápida foi projetado para interromper a transmissão do vírus, incluindo a ativação de equipes nacionais, regionais e municipais de resposta rápida, implementação de estratégias e atividades de vacinação, vigilância epidemiológica, rastreamento de contato e aumento do pessoal de saúde; apoiada tecnicamente pelo nível nacional. 
O país forneceu mais de seis milhões de doses de vacinas contra sarampo, caxumba e rubéola (MMR) e de sarampo / rubéola (MR) para aumentar a cobertura vacinal em crianças e adolescentes para interromper a transmissão viral.

Fonte: http://www.paho.org/hq/index.php?option=com_docman&task=doc_view&Itemid=270&gid=44328&lang=en

Comentários

Recentes