Estimando o número de trabalhadores chineses não vacinados contra a febre amarela em Angola

Artigo científico
Artigo científico

Uma epidemia de febre amarela ocorreu em Angola em 2016 com 884 casos confirmados em laboratório e 373 mortes. Onze chineses não vacinados que trabalhavam em Angola também foram infectados e importaram a doença para a China, apresentando assim a primeira importação de febre amarela para a Ásia. Em Angola, existem cerca de 259.000 trabalhadores estrangeiros chineses. O fato de 11 trabalhadores chineses não vacinados terem adquirido a febre amarela sugere que muitos mais trabalhadores da China em Angola não foram vacinados.

Métodos

Aplicamos um modelo anteriormente desenvolvido para calcular o número de trabalhadores chineses não vacinados em Angola, a fim de determinar a extensão da falta de cobertura vacinal.

Resultados

Nossos modelos sugerem que nenhum dos 259 mil chineses foram vacinados, embora a vacinação contra a febre amarela seja exigida pelo Regulamento Sanitário Internacional.

Conclusão

Governos em todo o mundo, incluindo a China, precisam garantir que seus cidadãos obtenham a vacinação contra febre amarela ao viajar para países onde essas vacinas são necessárias para evitar a disseminação internacional da febre amarela.

Artigo completo PDF aqui

============================================================


Estimando o número de trabalhadores chineses não vacinados contra a febre amarela em Angola -   Rating: 3,5 out of 5 -  Blog AR NEWS   

Comentários

Recentes