OMS : surto de sarampo no Brasil parece ser devido a migrantes da Venezuela

Sarampo
Sarampo

No Brasil, há um surto contínuo de sarampo. De 1º de janeiro a 23 de maio de 2018, houve 995 casos relatados (estado do Amazonas, n = 611 e estado de Roraima n = 384). Destes casos, 114 foram confirmados laboratorialmente (30 no Amazonas e 84 em Roraima), incluindo dois óbitos. Oitenta e três casos foram descartados e 798 permanecem sob investigação. 
No Estado do Amazonas, 611 casos suspeitos foram notificados de 1º de janeiro a 23 de maio de 2018, dos quais 30 foram confirmados, 63 descartados e 518 estão sob investigação. No estado de Roraima, foram notificados 384 casos suspeitos, dos quais 84 foram confirmados, 20 descartados e 280 estão sob investigação. Dos 84 casos confirmados, 58 estão entre os venezuelanos (69%), 24 brasileiros (28,6%), um da Guiana (1,2%) e um argentino (1,2%). De todos os casos confirmados, 34 são indígenas. Duas mortes por sarampo ocorreram entre os venezuelanos do município de Boa Vista.  
As datas de início de erupção dos casos confirmados em ambos os estados foram de 4 de fevereiro a 2 de abril de 2018. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz / RJ) realizou uma análise, identificando o genótipo como D8 para todos os casos confirmados laboratorialmente o surto de 2017 na Venezuela. 
Há  progressão do surto com uma tendência ascendente crescente. É importante considerar que existem resultados laboratoriais pendentes para 798 casos suspeitos sob investigação. Um aumento exponencial de casos confirmados pode ser observado nas próximas semanas.

Comentários

Recentes