GOVERNO ALAGOANO AMEAÇA E TENTA INTIMIDAR





A iniciativa de abrir processos administrativos para demissão dos médicos grevistas por abandono de emprego poderá ser mais um tiro que o governo dá no próprio pé. O argumento que fundamenta os processos é improcedente, já que os médicos não paralisaram os serviços de urgência e emergência e nem abandonaram os empregos, pois apenas estão em greve. 

Para o Sinmed, trata-se de mais uma medida para intimidar, que deve ser ignorada pelos médicos. O governo deveria se preocupar em resolver o impasse, pois do contrário logo não terá nem a quem demitir. Os médicos pedirão demissão e sairão antes que qualquer processo administrativo seja concluído.

Comentários