Médicos de Cangaíba : Viver é gostar de gente - por Gilberto Natalini












Missa de 25 anos do Atendimento Médico de Cangaiba, em dezembro de 2001. Da dir. para esq.: Natalini, José Serra, Walter Feldman, Edson Aparecido, João Chile. Daniel Klotzel e Júlio Cezar no banco de trás



Dez médicos e três estudantes da Escola Paulista de Medicina, hoje homens públicos profissionais de importância, iniciaram em janeiro de 1976 o atendimento voluntário da população, que dura até hoje.




No dia 11 de junho de 2012 , o vereador Natalini, o Deputado Walter Feldman, Dr. Francé, Dr. Nacime e outros médicos lançaram o livro Médicos do Cangaíba- Viver é gostar de gente. A organização do livro é de Judith Patarra e a Edição de Paulo Condini.

O livro “Os Médicos de Cangaíba” não é uma obra técnica sobre a medicina social, mas o registro das aventuras e riscos de um grupo de jovens estudantes de medicina, cujo sonho se tornou num dos mais importantes movimentos de saúde pública da cidade de São Paulo, com repercussão no Estado de São Paulo e outros estados brasileiros, apesar das dificuldades decorrentes do regime de exceção vivido pelo País.


Este livro é um relato fiel da história do nosso voluntariado médico e do trabalho popular de saúde na Zona Leste e em São Paulo.



Os médicos e os padres

As paredes brancas da igreja refletem a luz do sol de verão, filtrada pelos estreitos vitrais coloridos com cenas da vida de Jesus. São três horas da tarde do dia 15 de dezembro de 2001. Tudo parece claro e iluminado quando começa a cerimônia. Vem da senhora no púlpito à frente, próxima do altar enfeitado de flores, a acolhida. É Lourdes Bezerra, professora que ajuda nos trabalhos do Centro Social da igreja desde o seu início, em 1971.

“Hoje, a paróquia Bom Jesus do Cangaíba está em festa. Celebramos a missa do Jubileu de Prata – 25 anos do Atendimento Médico Voluntário. Comemorar e relembrar a história são necessários, pois revendo o passado ganhamos força para viver o presente e entusiasmo para enfrentar o futuro.”
Os médicos que ocupam as primeiras fileiras da igreja lotada, todos em torno dos 50 anos, ouvem comovidos.

Conheceram-se ainda estudantes na Escola Paulista de Medicina e constituíram um sólido grupo de amigos. Um deles é o vereador Gilberto Natalini, importante liderança do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, e até hoje voluntário do ambulatório da igreja. Outro, o deputado Walter Feldman, então presidente da Assembleia Legislativa do Estado, cuja bem-sucedida carreira política começou estimulada por Natalini. Sentados, semblantes enternecidos, estão ainda os médicos, Paulo Mourão, Júlio, Daniel, Francé e Nacime.
Na igreja repleta, dominada pelo burburinho respeitoso e emocionado, presentes ainda vários amigos, moradores do bairro, pacientes, lideranças da região, além do então secretário municipal da Saúde de São Paulo, Eduardo Jorge; do então ministro da Saúde, José Serra; e do deputado estadual, Edson Aparecido.
Presente também o colega de turma de Francé, Dr. José Luís Gomes do Amaral, à época presidente da Associação Paulista de Medicina, ex-presidente da Associação Médica Brasileira (AMB) e atualmente Presidente da Associação Médica Mundial.

A experiência do grupo – que iniciou em 1976 o Atendimento Médico da Igreja de Cangaíba, bairro já centenário, um dos distritos mais velhos da Penha – atraiu grande número de profissionais da saúde e colaboradores, participando da história da Zona Leste de São Paulo, verdadeira cidade com cerca de três milhões de habitantes. Fortemente motivados e sem interrupção, os jovens médicos vincularam a luta por saúde a melhores condições de vida, à democracia e ao combate contra o poder discricionário da época, fortalecendo o sentido de cidadania e o envolvimento político da região.

“Deve-se aos médicos de Cangaíba uma grande contribuição à saúde brasileira. Não se tratava só de assistencialismo. A realidade exigia o que cumpriram muito bem CONTINUE LENDO


Fontes: Gazeta da Semana
e Site Vereador e Médico Gilberto Natalini -http://vereadornatalini.com.br ;  
Obs: O livro é distribuído em PDF, gratuitamente pelo vereador Natalini


Gilberto Tanos Natalini 

Data de Nascimento: 28.03.52

Estado Civil: Casado, dois filhos

• Médico Cirurgião Geral, formado pela Escola Paulista de Medicina em 1975. É especialista em Gastrocirurgia e membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva;

• Exerceu o cargo por dois mandatos, de presidente do COSEMS/SP - Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, que agrega 645 Municípios. Esta entidade, em conjunto com representantes do Estado, estabelece as políticas de Saúde no Estado de São Paulo, de março de 1997 a dezembro de 2000;

• Foi SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE do Município de Diadema - SP, de janeiro de 1997 a junho de 2000;

• Exerceu o cargo de presidente do CONASEMS - Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde, que congrega 5.507 Municípios. Esta entidade, em conjunto com representantes dos Estados e do Ministério da Saúde, estabelece as políticas de saúde no país, de outubro de 1999 a dezembro de 2000;

• Participou da mobilização pela aprovação da Emenda 29 que vinculou as verbas do SUS;

• Coordenou a SECRETARIA EXECUTIVA DA REDE DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DAS AMÉRICAS, eleito no III CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE, realizado em Quebec-Canadá, de março de 2000 a dezembro de 2000;

• Foi co-autor das publicações: SUS - O que você precisa saber sobre o Sistema Único de Saúde - volumes I e II, publicados em 2000 e 2001, respectivamente;

• Hoje, ainda atende gratuitamente no Ambulatório Médico do Centro Social Bom Jesus do Cangaíba, trabalho iniciado em 1976;

• Concursado na Prefeitura Municipal de São Paulo desde 1988, é médico cirurgião licenciado do Hospital Municipal do Campo Limpo, onde implantou e coordenou o serviço de atendimento ao acidentado do trabalho;

• Tem consultório médico em Santo amaro, onde atende há 25 anos;

• Iniciou sua carreira política em 1970, ainda como estudante, quando participou das ações estudantis pelas liberdades democráticas no país;

• Participa de movimentos populares desde 1975, fundando e presidindo a Associação Popular de Saúde, uma entidade que até hoje mantém um trabalho de atendimento médico, educação e reivindicação em saúde;

• Foi médico residente do Hospital do Servidor Público Estadual, liderando os residentes, fundando e presidindo a AMERIAMSPE, de 1976 a 1977;

• Foi diretor do Sindicato dos Médicos por três gestões, de 1978 a 1987;

• Foi membro da Associação Paulista de Medicina (APM) e participou como delegado representante da Capital;

• Foi chefe e cirurgião do Ambulatório Médico do Sindicato dos Condutores de São Paulo, por 24 anos;

• Eleito Vereador por São Paulo em 02 de outubro de 2000 - PSDB;

• Foi líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, em 2001/2002;

• É proponente e organizador da Conferência Municipal de Produção Mais Limpa, desde 2002;

• Foi membro da Comissão de Saúde, Promoção Social e Trabalho da Câmara Municipal de São Paulo, em 2001;

• Foi Presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo, em 2002;

• Foi vice-presidente da CPI das Antenas de Celulares, em 2003;

• Foi presidente da Comissão de Saúde, Promoção Social e Trabalho da Câmara Municipal de São Paulo, em 2003;

• É proponente e organizador do Encontro Municipal sobre Psoríase, desde 2003;

• Foi membro da Comissão de Festejos dos 450 anos da cidade de São Paulo da Igreja do Pátio do Colégio;

• Foi reeleito Vereador por São Paulo em outubro de 2004;

• Foi proponente e coordenador do livro "450 anos da história da medicina paulistana", publicado em 2004;

• Foi Secretário Municipal da Cidade de São Paulo, ocupando a pasta da Secretaria de Participação e Parceria, de janeiro de 2005 a abril de 2006, a convite do ex-Prefeito José Serra;

• Reassumiu o cargo de Vereador em abril de 2006;

• Foi vice-líder da Bancada de Vereadores do PSDB, de 2006 a 2007;

• Foi proponente e coordenador do Comitê Civil contra a Dengue da Câmara Municipal de São Paulo, em 2007;

• Foi membro da CPI do Passivo Ambiental da Câmara Municipal, em 2006;

• Foi membro da Comissão Extraordinária Permanente de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e Juventude, em 2006;

• Foi vice-presidente da Comissão de Estudos para acompanhar, avaliar e fiscalizar a instalação dos equipamentos e documentação pertinente aos postos de revenda de combustível do Município de São Paulo, em 2007;

• Foi presidente da Comissão de Estudos para Apreciar os Problemas, Impactos e Discutir a Relação entre Causas e Efeitos no Aquecimento Global e a Cidade de São Paulo, em 2007;

• Foi membro da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de São Paulo, de abril 2006 a dezembro de 2007;

• Foi membro da Comissão Permanente de Saúde, Promoção Social e Trabalho, Idoso e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo, em 2008;

• Foi líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, em 2008;

• Foi relator da CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar responsabilidades pela poluição das águas superficiais e subterrâneas, além dos respectivos passivos ambientais, no âmbito do município de São Paulo, a partir de denúncias de fatos específicos, em 2008;

• É membro do Conselho Consultivo da Fundação Faculdade de Medicina, mandato de 01 de abril de 2008 a 31 de março de 2012;

• É membro do Conselho Curador da Fundação Oswaldo Ramos - Hospital do Rim e Hipertensão, desde 2008;

• Reeleito Vereador por São Paulo em outubro de 2008;

• Foi proponente e presidente da Subcomissão dos idosos, na Câmara Municipal de São Paulo, em 2008;

• É conselheiro da UNIBES (2009- 2011);

• Foi membro da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo, em 2009;

• Foi membro da Comissão de Estudos para Avaliação da Coexistência dos Animais Domésticos, Domesticados, Silvestres Nativos e Exóticos com População Humana, os Reflexos na Saúde Pública e Meio Ambiente e a Legislação Pertinente na Cidade de São Paulo, em 2009;

• Foi membro da CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito para Averiguar e Apurar Eventual Deficiência no Desempenho das Competências Outorgadas à Coordenação de Vigilância em Saúde (COVISA), Especificamente no que Tange à Comercialização e Manipulação de Produtos Cosméticos, Alimentícios, Farmacêuticos, Serviços de Saúde e Substâncias de Interesse da Saúde (Processo RDP n° 08-46-2010), em 2010;

• Foi membro da Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho, Idoso e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo, em 2010;

• É Presidente da Comissão Extraordinária Permanente do Meio Ambiente da Câmara Municipal de São Paulo, em 2011;

• É Presidente da CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar irregularidades na efetiva aplicação da política de acessibilidade, visando a proporcionar a total acessibilidade aos portadores dos diversos tipos de deficiências no município de São Paulo.

• É membro do programa Agita São Paulo e autor do projeto de lei (n° 539/2006) que criou o programa Agita Sampa na cidade de São Paulo;

· É membro conselheiro do Conselho Municipal de Políticas Públicas de Drogas e Álcool de São Paulo – COMUDA;

• Nestes 10 anos de mandato, apresentou 197 Projetos de Lei e aprovou várias Leis de impacto para a cidade de São Paulo, tais como: Reuso da Água para lavagem de ruas, praças e monumentos; Programa de Monitoramento ambiental – PROMA; Programa de Aproveitamento de Madeira de Poda de Árvores – PAMPA (lei 14.723); Programa de Apoio aos Portadores de Esclerose Múltipla; Programa de apoio aos Portadores de Psoríase; Programa de Prevenção e Combate às Doenças Renais; Programa de Envelhecimento Ativo; entre muitos outros.


São Paulo, abril de 2011

Comentários