"Saia da casa grande, tenha humildade e dialogue com esses profissionais que salvam vidas.." Fernando Collor




O texto da Gazetaweb.com:

13/03/2013 21h11 

Collor se reúne com ministro da Saúde, que vai receber médicos alagoanos

"Ele ficou estarrecido com o quadro caótico da saúde estadual", disse o senador, que desafia Vilela a resolver impasse com a categoria

Gazetaweb, com assessoria via SINMED/AL

Durante mais de uma hora, o senador Fernando Collor (PTB/AL) manteve audiência com o ministro da Saúde Alexandre Padilha, em Brasília, para discutir o quadro caótico da saúde em Alagoas e a ausência de diálogo entre o governador Teotonio Vilela e os médicos que atuam no setor público estadual. Das mãos do senador alagoano, Padilha recebeu um dossiê explicativo acerca da situação em que se encontram as unidades hospitalares sob responsabilidade do governo, a partir do Hospital Geral do Estado. 
"O ministro ficou estarrecido com o que viu. Ele se comprometeu em receber uma representação de médicos do Sindicato da categoria já no começo da próxima semana e buscar medidas emergenciais para ajudar a normalizar o atendimento à população", informou Collor.

A audiência com o ministro é resultado do compromisso firmado pelo senador no Sindicato dos Médicos, na semana passada, quando esteve numa assembleia realizada na sede da entidade representativa da categoria, situada no Trapiche da Barra, a convite do presidente Wellington Galvão. Na oportunidade, Fernando Collor recebeu um dossiê detalhado sobre a saúde estadual. "Os relatos que vi de cirurgiões do HGE e de médicas que atuam na Maternidade Santa Mônica deveriam envergonhar qualquer governador de Estado que tem responsabilidade com a saúde pública", disse o senador.

Ao elogiar a presteza do ministro de receber os médicos, "que estão com salários achatados e sem condições dignas de trabalho nas unidades de saúde", o senador Collor reafirmou o desafio que já havia feito ao governador. "Eu desafio ele a visitar o HGE, a Santa Mônica e o Sindicato dos Médicos. Mas vá sem mandar grupo precursor. Vá depressa, porque a saúde está na UTI e sem direito a respirador. Saia da casa grande, tenha humildade e dialogue com esses profissionais que salvam vidas e merecem apoio". O Sindicato dos Médicos realiza nova assembleia nessa segunda-feira e a audiência poderá ocorrer na terça ou quarta-feira.

Comentários

Gonzola disse…
Muito bem, Collor! tem pressionar esse governador e cobrar resultados! É uma vergonha a situação que se encontra a saúde de Alagoas! Quantas mais pessoas precisarão morrer para que medidas sejam tomadas??