Assédio moral e eleição da mediocridade: Alagoas em atraso

"Perdoem-nos os esforçados, mas a maioria consegue nos convencer de que foram contratados para não executar nada!
Sempre com uma justificativa alienante à mão, os ocupantes de cargo procuram desvencilhar-se de quem busca serviço público no alpendre onde estão lotados. Nunca sabem a razão das coisas, jamais podem garantir, sequer deixam esperança de agir."

Trecho extraído do brilhante artigo da socióloga Ana Cláudia Laurindo


Comentários