OPAS relata um caso de 'Cólera Cubana' na Itália



A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) disse que a Itália apresentou no último dia 24 de julho, um caso de cólera importado de Cuba.

A "atualização" epidemiológica relata detalhes deste paciente do sexo masculino,com 47 anos de idade, e história de viagem para Havana entre 23 junho - 13 julho de 2013.

"Os detalhes relevantes do caso, incluindo os dados do histórico de viagens, enquanto em Cuba e informações sobre os resultados laboratoriais foram compartilhados com as autoridades competentes de Cuba e da OMS [Organização Mundial de Saúde], de acordo com o boletim da OPS.

A Organização Pan-americana observa ainda que em 9 de agosto de 2013, Venezuela confirmou dois casos de cólera em viajantes provenientes de Havana, um homem de 51 anos e uma mulher de 55 anos.

Posteriormente,o Chile relatou dois casos de cólera, com confirmação laboratorial e outro por análise epidemiológica, em viajantes provenientes de Cuba.

O relatório também fala sobre o estado da cólera na ilha : Em Cuba o governo "tem uma vigilância clínico-epidemiológica ativa e rigorosa sobre as doenças diarreicas agudas, estudando cada caso suspeito."

A OPAS fala de 51 casos detectados desde o "início de 2013", em Havana, com um surto "relacionado com a manipulação de alimentos."

"Antes, tínhamos relatado um total de 47 casos de cólera, após o furacão Sandy, nas províncias de Camaguey, Guantánamo e Santiago de Cuba", disse a agência.

Comentários