MÉDICOS DO PSF FICAM SEM SALÁRIO





Médicos do PSF do município de Maravilha estão há três meses sem receber salários. Nem a gratificação repassada pelo Ministério da Saúde está sendo paga à categoria. A prefeitura não dá satisfação. Os profissionais são contratados “de boca” e o Sinmed trabalha com dificuldade para defendê-los.

Maravilha não é caso isolado. Desde o anúncio do programa federal Mais Médicos várias prefeituras deixaram de pagar os salários dos médicos precarizados – que trabalham sem contrato formal – ou a fazer cortes no salário e gratificações dos médicos concursados.



Nas prefeituras, se desconhece o que seja direito trabalhista. Mas o governo federal, com seu novo programa, reforça o mau exemplo de desrespeito a tudo que é lei, inclusive as trabalhistas, já que os médicos do programa também não têm contrato de trabalho. A classe precisa se unir e reagir, porque o desrespeito aos médicos já passou do limite tolerável há muito tempo.

Comentários