Venezuela: Mistério na morte do coordenador econômico da missão médica Cubana


O "economista" da missão médica cubana na Venezuela , Alexandre Gongora , misteriosamente caiu para a morte de um quarto andar, em Caracas na quinta-feira o 24.

Gongora , 35 anos , que estava dirigindo a Coordenação Central Econômica da missão médica cubana na Venezuela, caiu do quarto andar de um condomínio , onde ele morava, na cidade de Caracas. O economista chegou vivo ao hospital, mas morreu dos ferimentos que recebeu no crânio , pela queda.

.Os médicos venezuelano realizaram a necropsia que revelou que a morte foi provocada pelas fraturas múltiplas crânio -encefálica , e que ele não havia consumido álcool.

Era natural de Bayamo e membro do PCC ( Partido Comunista de Cuba) . Estava prestes a completar sua missão na Venezuela de três anos. Sabia-se que ele tinha sido assaltado, quando trasportava dinheiro da missão médica cubana no país sul-americano.

Agentes de Segurança do Estado cubano na Venezuela continuam a investigar a morte do funcionário , mas os motivos do acidente , suicídio ou assassinato, a sua família ignora , mas soube-se que o falecido não tinha problemas familiares e o condomínio onde residia tinha guardas de segurança - embora seja importante salientar que Góngora residia sozinho , o que não é comum entre os colaboradores cubanos .


O corpo chegou a Cuba na terça-feira, 28 outubro às 4:00 hs.


A fonte desta informação está associada familiarmente com o falecido , mas não deseja que sua identidade seja revelada por medo de represálias por parte das autoridades cubanas.


Do original:

Comentários