Caso Ramona Matos: Conselhos de Medicina pedem apuração de denúncias de agressão aos direitos humanos e trabalhistas


O Conselho Federal de Medicina (CFM) e os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) divulgaram nota à sociedade nesta quarta-feira (5), por meio da qual pedem às autoridades nacionais e internacionais que apurem com rigor as denúncias feitas pela intercambista cubana Ramona Matos Rodriguez, contratada pelo Ministério da Saúde. Em nota, os Conselhos de Medicina conclamam a sociedade para que sejam contra qualquer agressão aos direitos humanos, individuais e do trabalhador e ressaltam, ainda, a necessidade de se respeitar os princípios do Estado Democrático de Direito.

Confira abaixo a íntegra da Nota do CFM:

NOTA Á SOCIEDADE

Em relação à situação da cubana Ramona Matos Rodriguez, intercambista de Programa do Ministério da Saúde, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) conclamam as autoridades brasileiras, universidades, imprensa e todos os movimentos da sociedade civil organizada a se posicionarem contra qualquer agressão aos direitos humanos, individuais e do trabalhador.

Os Conselhos de Medicina solicitam que as denúncias feitas por esta intercambista sejam apuradas com rigor pelo Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Supremo Tribunal Federal (STF). O CFM e os CRMs lembram ainda que Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), ambas já acionadas pelas entidades médicas, também devem ser chamadas a se manifestar contra situações de abuso aos direitos humanos, assegurando direitos e responsabilidades legais em termos de emprego e condições de trabalho.

Finalmente, o CFM e os CRMs ressaltam que o respeito à dignidade da pessoa humana é um princípio do Estado Democrático de Direito, o qual deve ser observado para permitir o exercício pleno da cidadania em todos os seus aspectos.

Brasília, 5 de fevereiro de 2014.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM)
CONSELHOS REGIONAIS DE MEDICINA (CRMs)

Assessoria de Imprensa
Conselho Federal de Medicina
(61) 3445-5940




Mais Médicos: Ramona Matos solicitou abrigo aos EUA conforme o programa Parole ( CMPP ) - (0 comments)
Dep. Mandetta comenta o caso da médica cubana que abandonou o Mais Médicos - Vídeo - (0 comments)
Médica Cubana realizou entrevista na embaixada dos EUA e em seguida pediu ajuda ao Deputado Caiado - (0 comments)
Alexandre Padilha fala sobre saída de médica cubana do Mais Médicos - (0 comments)
Ministério da Saúde Pública de Cuba é supervisionado pela esposa de Fidel Castro, Dalia Soto - (0 comments)
"A lei é clara: quando uma pessoa abandona o Mais Médicos, perde o visto de permanência" Ministério da Justiça (0 comments)
Cópia do Contrato da médica Cubana Ramona Matos (0 comments)
Médica foi contratada pela empresa de Cuba CSMC S.A. e não pela Opas, como anunciou o governo do Brasil - (0 comments)
Ramona Matos abandona o Mais Médicos e mostra que contrato foi realizado por empresa Cubana - (0 comments)
Vacina Cubana "ineficaz" contra meningite B foi comprada pelo Brasil na década de 90 

Comentários