Mais Médicos: Ramona Matos solicitou abrigo aos EUA conforme o programa Parole ( CMPP )

Quando Ramona Matos decidiu abandonar a missão no Brasil foi buscar refúgio na Embaixada dos EUA no Brasil. Existe um programa chamado Parole para os médicos desertores a serviço em outros países , e que de acordo com a médica não é conhecido em Cuba. " Não, isso eu não conhecia. Isso nunca foi dado à publicidade em Cuba. Eu o conheci aqui no Brasil. "
Ramona Matos
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil


Ela disse que na embaixada foi entrevistada e guardaram a sua documentação. "Eles me disseram que eu tinha que esperar três ou quatro meses aqui , quieta , escondida, e então eles iam me dar o resultado , se era positivo ou negativo. " Leia  mais


Sobre o Parole

O Cuban Medical Professional Parole ( CMPP ), permite aos médicos e alguns outros profissionais de saúde cubanos que trabalham para o governo no exterior entrar imediatamente os EUA como refugiados. Dados divulgados ao The Wall Street Journal sob o Freedom of Information dos EUA mostram que , até 16 de dezembro, os consulados dos EUA em 65 países emitiram 1.574 vistos CMPP 


O CMPP foi uma ideia do diplomata , o cubano Emilio González , diretor de serviços de imigração e cidadania dos EUA 2005-2008 . Gonzalez , ex- tenente-coronel do Exército dos EUA, é um exílado anticastrista fervoroso , e tem qualificado a política de envio de médicos cubanos e outros profissionais de saúde ao exterior de "tráfico humano patrocinado pelo estado . "Os Médicos cubanos , diz ele, trabalham diretamente para as autoridades de saúde em outros países e não podem decidir sobre o seu destino , salários, horas e condições de trabalho

 Blog Alagoas Real
Se copiar,citar a fonte!

Poderá gostar de:


Dep. Mandetta comenta o caso da médica cubana que abandonou o Mais Médicos - Vídeo - (0 comments)
Médica Cubana realizou entrevista na embaixada dos EUA e em seguida pediu ajuda ao Deputado Caiado - (0 comments)
Alexandre Padilha fala sobre saída de médica cubana do Mais Médicos - (0 comments)
Ministério da Saúde Pública de Cuba é supervisionado pela esposa de Fidel Castro, Dalia Soto - (0 comments)
"A lei é clara: quando uma pessoa abandona o Mais Médicos, perde o visto de permanência" Ministério da Justiça (0 comments)
Cópia do Contrato da médica Cubana Ramona Matos (0 comments)
Médica foi contratada pela empresa de Cuba CSMC S.A. e não pela Opas, como anunciou o governo do Brasil - (0 comments)
Ramona Matos abandona o Mais Médicos e mostra que contrato foi realizado por empresa Cubana - (0 comments)
Vacina Cubana "ineficaz" contra meningite B foi comprada pelo Brasil na década de 90 -

Comentários