Bipolar ou Covarde?: Agora Nicolas Maduro quer dialogar com os Estados Unidos



Quase imediatamente depois de ter caluniado e insultado o "império americano", Nicolas Maduro, propôs em uma cerimônia cívico-militar, na véspera de uma nova marcha de opositores, que os Estados Unidos escolha um enviado para tratar com o seu governo e a Unasul a crise nacional e que deixou pelo menos 28 mortos em um mês. 

O enviado da Venezuela será o presidente do Parlamento, Diosdado Cabello, e no diálogo também participará a União das Nações Sul-Americanas (Unasul), informou Maduro ante civis e militares reunidos em uma esplanada militar castrense de Caracas, em um discurso reproduzido obrigatoriamente em cada rádio e televisão. 

Venezuela sofre desde 12 de fevereiro uma onda de protestos diários contra as políticas de Maduro

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original


¿BIPOLAR O COBARDE?: Ahora Nicolas Maduro quiere dialogar con los Estados Unidos

Comentários