Novo escândalo de fraude acadêmica na Universidade de Medicina de Santiago de Cuba


"Fraude", esta é a causa pela qual a faculdade de ciências médicas na província de Santiago de Cuba se vê obrigada a fazer uma nova chamada para os testes , relata a Radio Martí o jornalista independente Yosmany Mayeta






" Professores venderam as provas entre 30 e 50 CUC", diz Mayeta após consulta de várias fontes da faculdade. O teste acontece na terça-feira 22 de julho para os estudantes da carreira médica que cursam o o sexto ano, devido a um vazamento do teste promovido pelo estado. 


"No tempo em que eu estudava, essas coisas não aconteciam", disse o técnico de reabilitação de Santiago de Cuba , Roberto Cerrano. 
Da mesma forma, o médico Arnoldo de la Cruz comentou: "Que desastre (...) isso denota a má formação acadêmica, é lamentável." 
Pais e alunos do sexto ano do curso médico queixam de ter de refazer o exame. 
Uma fraude semelhante ocorreu na cidade de Havana em junho passado, quando foi vendido um exame de matemática para ingressar no ensino superior que colocou atrás das grades oito envolvidos no caso, cinco professores do ensino médio, um metodólogo provincial e um trabalhador de uma gráfica de impressão do Ministério do Ensino Superior

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar o Blog Alagoas Real 

Comentários