Aruba reforça segurança para evitar tentativa de resgate do general narcotraficante da Venezuela

Ele é acusado de tráfico de cocaína 
juntamente com o Colombiano (a) Jabon 
Diário das Américas


 ■Um dos primeiros a sair para defender Carvajal foi o presidente Nicolas Maduro. "Qual é o plano de fundo do tema?

■ Hugo Carvajal aguarda extradição para os EUA. 

■Foi acusado pelo Tribunal da Flórida em 2013 de facilitar o tráfico e venda de cocaína. 

■ "A imunidade não foi demonstrada," disse o chefe da promotoria de Aruba, Meter Blanden. 

■ Por medo de uma tentativa de resgate organizada pelos cubanos, a polícia de Aruba reforçou a chefatura Macuarima, onde o general está detido.

Imagem da delegacia de polícia na ilha de Aruba, onde Hugo Carvajal está detido



Seu nome fazia tremer os funcionários pelos corredores do Palácio Miraflores. Neste momento, há muitos que tentam se afastar de Hugo Carvajal Barrios, o general venezuelano que foi preso em Aruba-nação localizada em uma ilha a 25 Km da costa da Venezuela e ex-colônia da Holanda, e está sob custódia da agência anti-narcóticos dos EUA,( Drug Enforcement Agency, DEA). Carvajal havia chegado a Aruba, após ter sido nomeado cônsul, embora o governo holandês tenha rejeitado esta nomeação por causa de acusações contra ele. 

Apelidado de 'El Pollo', o ex-chefe de inteligência é, possivelmente, um dos homens que mais segredos conhece dentro do chavismo. Os parceiros e cúmplices de outros países da região, como Equador, Colômbia, Argentina, Bolívia e Cuba, também dispararam os sinais de alerta para as consequências de uma confissão do militar que poderia acarretar a eles.


Segundo a acusação, Carvajal formava parte de uma rede militar que foi fundamental para tecer relações com o narcotráfico colombiano , as FARC e posterior distribuição, vendas e lavagem de dinheiro com essa atividade ilegal.


Um documento que tive acesso ontem,a Efe assegura que Carvajal está acusado de fazer negócios com o narcotraficante de drogas colombiano Wilber Varela, que morreu em 2008. 

Especificamente, foi indiciado em maio 2013 por um júri na Flórida por ter recebido dinheiro de Varela, cabeça de uma facção de dissidentes do cartel Norte del Valle, para "assistir" o narcotraficante em "suas operações de tráfico de drogas." Segundo a acusação, Carvajal e outros altos comandantes venezuelanos de altas patentes-centenas de generais 'cuidaram' deste grupo de traficantes de drogas 'permitindo a exportação de cocaína da Venezuela fornecendo irrestrita proteção "para evitar a captura e informando-os sobre as atividades realizadas pelas autoridades militares e policiais. 


Um dos primeiros a sair para defender Carvajal foi o presidente Nicolas Maduro. "Qual é o plano de fundo do tema? Eles estão cobrando ao 'Pollo' sua lealdade com o comandante (Hugo) Chávez,disse Maduro, que descreveu a prisão como "sequestro" e anunciou que vai defender "com toda a força do Estado venezuelano". O presidente enviou ontem para Aruba um grupo de juristas para tentar libertar o militar. 


Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar o Blog Alagoas Real e a fonte
Do artigo original 

Comentários