Nenhuma faculdade médica de Cuba aparece no QS World University ranking de 2014

Se considerarmos os rankings acadêmicos QS World University,The Times World University,Shanghai Jiao Tong University e a Classificação webmétrica do CSIC podemos argumentar que as universidades de cuba estão muito longe de posições vantajosas nesses rankings,e definitivamente os dados apresentados por essas instituições demonstram que a excelência médica cubana criada pelos megalômanos Castro e patrocinada pelo Brasil do PT, é apenas um mito!



O precário Ranking das Universidades Cubanas na América Latina

O QS World University Rankings mostra em seus resultados de 2014 a classificação das universidades da América Latina,em uma lista de 300 instituições acadêmicas onde também são avaliadas as universidades cubanas : Universidade de Havana na posição (91), a Universidade do Oriente entre (171-180) , a Ciudad Universitaria José Antonio Echevarría CUJAE (251-300) , a Universidad Central Marta Abreu de Las Villas (251-300) e em última classificação a Universidade de Cienfuegos Carlos Rafael Rodríguez (251-300). Em comparação com o ano anterior (2013), a Universidade de Havana declinou  da colocação 81 para a  91- a Universidade do Oriente caiu de 145 e ficou entre 171-180. As outras três instituições não apresentaram destaque na classificação no ano de 2013.


Um site conhecido por tratar de questões cubanas, afirma que "as universidades cubanas continuam em queda livre no ranking QS 2014, que avalia mais de 300 instituições de ensino superior na América Latina. Destaca este site que "nenhuma faculdade de medicina da ilha aparece no QS ranking de 2014". 


Cuba tem 13 Universidades de Ciências Médicas, 3 Faculdades de Medicina Independentes (Artemisia, Mayabeque e Isla de la Juventud), Universidade de Ciências Médicas da FAR (Forças Armadas Revolucionárias) e a Escola Latino-Americana de Medicina (ELAM). 


O The Times World University Ranking,outro site de avaliação universitária não relaciona nenhuma universidade cubana em sua lista de 400 universidades em todo o mundo, aparecendo apenas três universidades da América do Sul.

O Shanghai Jiao Tong University Ranking também não aponta  nenhuma universidade cubana em sua lista de 500 Universidades em (2013), e até mesmo Cuba não aparece na busca por país.

 A Classificação webométrica do CSIC posiciona a Universidade de Havana no 60 lugar na América Latina e coloca em posição remota (389) a Universidade Central Marta Abreu de Las Villas. Finalmente, a classificação de University Ranking por Desempenho Acadêmico classifica na posição 1392 a Universidade de Havana, em sua relação de 2000 universidades em todo o mundo.


Se considerarmos os rankings acadêmicos podemos argumentar que as universidades cubanas estão muito longe de posições vantajosas nesses rankings. Cada classificação leva uma metodologia de avaliação diferente, mas em todas são obrigados a obter um conjunto de dados primários para preparar as estatísticas.Não são esses os únicos rankings, nem uma classificação em si que define uma instituição acadêmica, mas é uma boa fonte para ver o posicionamento e comparar.



Acredito que as universidades cubanas mostram um posicionamento questionável porque os dados para aplicar a metodologia de avaliação não são obtidos ou não são confiáveis ​​e o pesquisador assim não inclui . Nisso certamente está o absurdo do secretismo da sociedade cubana, qualquer pesquisador que investiga a origem dos dados primários encontrará muitos problemas. 


. Uma sociedade secreta e desconfiada não analisa nem compara.

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar o Blog Alagoas Real e a fonte
Do artigo original 

Por: Dr. E A González.
Universidades cubanas continuam em queda livre no ranking latino-americano 

Comentários