Os Castro... a maior fábrica de miséria,dor e opressão

Mais Médicos: Feudalismo Ideológico

Após 56 anos de implacável  socialismo não resta mais nada para distribuir entre a população empobrecida de Cuba. A riqueza eles repartem entre dirigentes, suas famílias e amigos, enquanto para o povo Cubano apenas lixo, restos de banquete.  Caricatura de Omar Santana.



As notícias da realidade ou confetes da mentira e vaidade?


A ONU mente,ou o governo de Cuba desinforma a OMS,ou simplesmente como é esperado,o governo dos Castro mente em suas declarações públicas,envia informações esvaziadas da retórica oficial e faz você cair em um ridículo para inflar o mito da saúde pública cubana,que diz que com pouco dinheiro você pode ter os cuidados de saúde. 

O que está por trás desta farsa, no entanto, é um típico feudalismo ideológico . 


O governo de Cuba recebe anualmente 270 milhões pelos profissionais de saúde do Mais Médicos. Enquanto isso, esses mesmos profissionais que trabalham nas piores áreas do Brasil, em troca de uma ninharia, não têm opção de escolher o local para realizar a sua função . Médicos brasileiros têm todo direito de protestar, e os cubanos deveriam aplaudi-los por seus protestos. Obviamente eles fazem por eles, não por cubanos, mas na prática o protesto demonstra a utilização Feudal do Mais Médicos pela populista Dilma Rousseff . 


Os médicos cubanos caem no bolsinho da presidenta como servos da gleba, graças ao "préstimo" do seu senhor feudal, Raul Castro. 

O chamado 'Presidente' Castro recebe duplo benefício aqui. Um investidor amigável que fornece 'gentilmente' dinheiro para construir monumentais obras em um porto de Havana, quase um símbolo da destruição da nação cubana,o Mariel. Recebe também uma boa quantidade de dólares para o seu bolsinho sem fundo. E, acima de tudo, um aplauso ideológico para um programa de saúde que está falido em Cuba. 

Enquanto isso no Brasil, os médicos que têm a oportunidade de sair do programa denunciam as condições de seu trabalho, e acusam a presidente Dilma Rousseff de contratação de trabalho semi-escravo e, mais importante, eles descobrem a cumplicidade das organizações hemisféricas e mundiais, com a ditadura de Cuba. Eles todos se calam enquanto publicam relatórios do governo Cubano, sem hesitação e questionamentos, sem dúvida, sem sequer pedir a presença de organismos e de fontes independentes para análises. 


O Silêncio dos Inocentes. 

Em Cuba os médicos seguem com seu salário de servos da gleba. Eles são excluídos do direito de viajar livremente- são explorados sem piedade ao cair "sobre os ombros de todos os presentes o peso dos 'ausentes ideológicos . Os hospitais,serviços e medicamentos seguem com o duplo padrão cidadão cubano (suserano e vassalo) . 

Eu não sei o que me frustra mais, se é o pagamento muito liberal aos jornalistas 'que não têm a menor inteligência ou vontade ou capacidade de questionar, descobrir as verdadeiras cifras por trás dos fatos, provas, perguntar, perguntar e voltar a perguntar, afinal, o jornalismo é a profissão do questionamento investigativo da verdade; ou se é a "maravilha" de que ainda se segue premiando um governo com total reverência a semi-escravidão de seus concidadãos para uso pessoal, e local, de um populismo medíocre. 
O silêncio é mais do que a cumplicidade, é aceitação.




As sobras do banquete


"Não me elegeram presidente para restaurar o capitalismo em Cuba, nem para entregar a Revolução, fui eleito para defender, manter e continuar a aperfeiçoar o socialismo, não para destruir" 
Raúl Castro 


Com essa declaração, tudo fica mais claro: 

Raul aperfeiçoará a fórmula: "Socialismo ou Morte", porque já não é opção,será obrigatório compreender que o socialismo é igual à morte de todos os tipos de esperanças, não haverá mudanças favoráveis ​​ao povo , enquanto Raul estiver no poder como presidente, enquanto a elite militarista Moncadista continuar dominando os altos escalões do governo cubano 


A ditadura dinástica continua com seus esforços para transformar Cuba em uma completa ruína, material e espiritual. Isso significa mais controle, mais opressão, mais repressão, mais assassinatos, mais prisões, mais mentiras, mais misérias. Mais concentração de recursos econômicos nas mãos da nomenclatura estatal para uso e benefício da mesma. 
Para o simples cubano "socialismo ou morte" significa mais fome e morte em vida.


Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar o Blog Alagoas Real e a fonte
Do artigo original 

http://www.anhelos-y-esperanzas.com/2014/08/cuba-venezuelaoriginal-y-copiametropoli.html

http://opencuba.blogspot.com.br/2014/08/mais-medicos-feudalismo-ideologico.html

Comentários