Surto de peste em Madagascar chegou à capital

Os ratos e o lixo são uma visão comum ao longo das ruas de Antananarivo


Os ratos e o lixo são uma visão comum ao longo das ruas de Antananarivo



Pelo menos 119 pessoas foram acometidas por um surto de peste e 40 já morreram em Madagascar,conforme relato da Organização Mundial de Saúde me 21 de novembro de 2014.

O surto começou em agosto, em uma aldeia rural, disse a OMS. Em seguida, ele se espalhou para sete das 22 regiões de Madagascar. Dois casos ocorreram na capital do país,Antananarivo.

"Há agora um risco de uma rápida propagação da doença, devido à alta densidade populacional da cidade e do precário sistema de saúde".


A praga não é novidade para Madagascar. A doença reapareceu no país na década de 1990. E agora Madagascar relata mais casos do que qualquer outro país - cerca de 300 a 600 a cada ano.

As pessoas pegam a bactéria da peste - Yersinia pestis - de pulgas que vivem em roedores. Assim, a doença se desenvolve em cidades com falta de saneamento.

Depois de um golpe de Estado em 2009, os sistemas de saúde e de saneamento de Antananarivo desabaram, Aaron Ross escreveu no site do Centro Pulitzer em janeiro. "O lixo demora semanas, até meses, para ser recolhido e ratos se tornaram uma visão comum ao longo das vielas estreitas em torno de encostas íngremes da cidade", escreveu Ross.


Sinais e Sintomas 
O aparecimento de  gânglios linfáticos grandes e inchados. Esta forma da doença é chamada peste bubônica. E não é muito contagiosa.

Quando a infecção se desloca para os pulmões, ela é chamada de peste pneumônica, um quadro que é mais perigoso. Nessa forma ela mata rapidamente, e se espalha de pessoa para pessoa através da tosse.

No surto atual, até agora, apenas 2 por cento dos casos são pneumônica, diz OMS.

Ambas as formas de peste são facilmente curadas com antibióticos quando a doença é detectada precocemente.

Comentários