Mayaro : O Próximo Alphavirus


brasil virus
Conexão Haiti ,Brasil , Vírus Mayaro



Em setembro de 2015, o primeiro caso relatado do vírus Mayaro foi identificado no Haiti, marcando o primeiro caso do vírus a ser relatado fora da América do Sul. O caso, de um menino de oito anos de idade, foi simultaneamente diagnosticado com dengue. O menino frequentava uma escola haitiana que trabalha em parceria com pesquisadores da Universidade da Flórida (UF) para recolher amostras de sangue de alunos que apresentam doença febril indiferenciada aguda, a fim de estudar a transmissão de chikungunya no Haiti. O estudante foi inicialmente diagnosticado com febre tifóide com base em seus sintomas de febre e dor abdominal, e foi tratado com o antibiótico co-trimoxazole .

Os investigadores da Universidade da Flórida testaram seu sangue e foi encontrado negativo para chikungunya, mas positivo para o vírus da dengue. Quando a cultura da estirpe de dengue, as alterações citopáticas nas células cultivadas ocorreram em uma taxa mais lenta do que o que normalmente se observa, o que sugeria qualquer uma mutação na estirpe, ou uma co-infecção. A análise adicional da amostra levou os investigadores a concluir que o estudante foi infectado com vírus Mayaro, além de dengue .



O Vírus Mayaro foi isolado pela primeira vez em Trinidad em 1954. Surtos esporádicos foram encontrados em grande parte isolado na região norte da América do Sul. Há também uma presença sugerida pelos resultados do inquérito sorológico na América Central, realizado pelo Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) .


O Vírus Mayaro é da família de alfavírus, igualmente ao vírus chikungunya, vírus da dengue e vírus Zika. Os sintomas do vírus incluem uma doença febril com duração de 3-7 dias, incluindo calafrios, dor de cabeça, náuseas, diarreia, e uma erupção maculopapular. Além disso, o sinal mais notável de Mayaro é a dor nas articulações debilitante que pode ser de longa duração (embora nenhum dano permanente das áreas afetadas tenham sido relatados até agora. O vírus é transmitido pelo mosquito, principalmente através do género Haemogogus , que habitam em grande parte áreas rurais. No entanto, o vírus Mayaro demonstrou competência vetorial do mosquito Aedes aegypt, que é também um vetor conhecido de chikungunya, febre amarela e vírus Zika, e é encontrado em áreas urbanas.


A similaridade dos sintomas clínicos entre o vírus Mayaro e outras alphaviroses mais prevalentes, como chikungunya, significa que o vírus Mayaro é provavelmente subdiagnosticado. Com base em resultados relatados pelo CDC o vírus , Mayaro está circulando ativamente na região do Caribe, e pode haver uma ligação entre a presença no Haiti e as cepas circulantes no Brasil . Por agora, não é motivo de preocupação porque o caso do Haiti pode ser um incidente isolado. O caso do Haiti, no mínimo, deve servir como um aviso de que o vírus Mayaro deve ser acompanhado de perto. com vigilância e precauções as quais poderiam nos ajudar a evitar outro surto semelhante ao Zika.


Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original e o blog ALAGOAS REAL

Fontes: 

Comentários