Febre Amarela - atualização : Incluídos casos notificados pelas SES PI, SC, ES e Alagoas com LPI em Investigação.

Monitoramento de casos e óbitos de febre amarela no Brasil - casos notificados pelas SES PI, SC, ES e AL com LPI (Local Provável de Infecção ) em Investigação. 


.Informações gerais Até 06 de fevereiro de 2017, foram notificados ao Ministério da Saúde 1.006 casos suspeitos de febre amarela silvestre, desses, 751 (74,6%) casos permanecem em investigação, 180 (17,9%) casos foram confirmados e 75 (7,5%) foram descartados. 




Distribuição dos municípios segundo a recomendação de vacinação para controle de surto e prevenção da Febre Amarela, Brasil, 2017.
 Febre Amarela, Brasil, 2017. 

Início do surto: dezembro/2016

Notificação do evento ao Ministério de Saúde: 05/janeiro/2017


Total de casos notificados: 1006 (180 confirmados/75 descartados/751 investigação)

Óbitos entre total de casos notificados: 157 (65 confirmados/03 descartados/89 investigação). Letalidade: 36,1%


Distribuição geográfica dos casos notificados: 109 municípios/ 05 estados/regiões 03

Casos por estados:

-Tocantins (03 municípios): 04 notificados (0 confirmados/03 descartados/01 investigação)
- Bahia (06 municípios): 11 notificados (0 confirmados/02 descartados/09 investigação)
- Espírito Santo (20 municípios): 91 notificados (18 confirmados/02 descartados/71 investigação)
- Minas Gerais (71 municípios): 873 notificados (158 confirmados/55 descartados/660 investigação)
- São Paulo (9 municípios): 10 notificados (04 confirmados/01 descartados/05 investigação)
- Unidade Federativa do Local Provável de Infecção em investigação (SC, ES, AL, PI): 05 sob investigação
- Descartados por outras Unidade Federativas (GO, DF, AM, PA): 12 descartados 
- Número de epizootias em primatas não-humanos notificadas: 454 (total 1280 animais; 276 animais confirmados)


acesso ao documento original, :



Febre Amarela - atualização : Incluídos casos notificados pelas SES PI, SC, ES e AL com LPI em Investigação.

Rating: 5
out of 5

based on 10 reviews.

Comentários