Médicos dos EUA alertam para o surto de febre amarela no Brasil

O mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como febre amarela , Dengue e o vírus Zika


"Igual a todas as doenças infecciosas potencialmente reemergentes, a conscientização e preparação para a saúde pública são essenciais para evitar o ressurgimento desta ameaça histórica" Dr. Anthony Fauci , sobre o surto epidêmico de Febre Amarela no Brasil





Ao longo das últimas semanas, o Brasil viu um aumento nos casos de febre amarela em algumas de suas áreas rurais.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde, autoridades de saúde confirmaram 371 casos de febre amarela, incluindo 241 mortes. Centenas de casos estão sendo investigados.



Anthony Fauci, MD, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) dos EUA e sua colega Catharine Paules, MD, explicam em uma carta publicada no New England Journal of Medicine sobre o risco da urbanização da Febre Amarela. 



A febre amarela provavelmente se originou na África e foi importada para as Américas em 1600. Já ceifou milhares de vidas em todo o mundo nos séculos XVIII e XIX. Uma vacina foi desenvolvida em 1937 que ainda hoje está em uso ; Ela fornece imunidade vitalícia em até 99 por cento das pessoas , de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, Fauci e Paules observam que a vacina não é rotineiramente utilizada nas populações urbanas do Brasil.



Uma vez que as áreas no Brasil atualmente afetadas pelo surto estão perto de grandes centros urbanos, incluindo Rio de Janeiro e São Paulo, onde moram milhões de pessoas, os especialistas em doenças infecciosas estão preocupados que o vírus da Febre Amarela possa se espalhar para as populações da cidade pela primeira vez em décadas . 


A febre amarela é transmitida de uma pessoa para a outra pelos mosquitos Aedes aegypti - a mesma espécie que transmite o vírus Zika e a Dengue .


Traduzido e Editado
Se copiar é obrigatório citar o link do Blog AR NEWS
História Fonte
http://www.cbsnews.com/news/yellow-fever-outbreak-us-doctors-sound-alarm/

Comentários