4/02/2017

Médicos efetivos do Estado de AL permanecem com o mesmo salário desde o ingresso no serviço público até a aposentadoria

SINMED -AL : Sindicato dos Médicos de Alagoas

A Notícia foi veiculada na Coluna do SINMED-AL em Junho de 2013

Em junho de 2013 a Defensoria do SINMED ingressou com requerimento junto à Coordenação do Núcleo da Procuradoria Geral do Estado de Alagoas no Gabinete Civil, solicitando progressão automática por tempo de serviço para todos os médicos da rede estadual. 


A categoria teria direito à progressão por aperfeiçoamento e qualificação, mas como o Estado não promove cursos e nem programas com essas finalidades restou ao SINMED reivindicar que fosse concedido, automaticamente, a progressão por tempo de serviço.


Os médicos efetivos da rede estadual permanecem com o mesmo salário desde o ingresso no serviço público até a aposentadoria, embora as progressões estejam previstas no Regime Jurídico Único dos Servidores do Estado. O SINMED luta pela implantação de um PCCV exclusivo para a classe médica, que já tem carreira própria no Estado, criada pela Lei nº 6.730/2006.


O requerimento do SINMED a época foi encaminhado à procuradora de Estado Maria de Fátima Medeiros, que era a coordenadora do Núcleo da PGE na Secretaria de Gabinete Civil


Mais uma solicitação , agora em março de 2017



Na coluna do SINMED publicada hoje no jornal Gazeta de Alagoas, e no Blog Alagoas Real em 31 de março de 2017, o Sinmed/AL solicitou audiência com o secretário de planejamento e gestão de Alagoas, Fabrício Marques Santos, para discutir o Plano de Cargos e Salários dos Médicos da rede estadual. 

Um dos problemas é que o Estado paga valores diferenciados para a mesma categoria. Outro, é o descumprimento da lei do enquadramento funcional, ou seja, muitos já têm tempo suficiente para migrar de letra, mas permanecem na classificação anterior (congelamento). 

Lembrando: é preciso cumprir a Lei 6.730/2006, do enquadramento dos médicos da rede pública estadual.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Faça seu comentário