Aedes e LIRAa : Ponta Verde e Pajuçara têm maior índice do mosquito transmissor da Dengue,Zika,Chikungunya e Febre Amarela


O Levantamento Rápido de Índice de Infestação do Mosquito Aedes aegypty - LIRAa determina riscos para surtos e epidemias por doenças que são transmitidas pelo mosquito vetor Aedes aegypti

Em áreas urbanas o Aedes aegypti está associado a transmissão da febre amarela e também na ocorrência de casos de Dengue, Chikungunya e Zika no Brasil



Levantamento Rápido de Índice de Infestação do Mosquito Aedes aegypty - LIRAa




SMS : Resultados do 1º ciclo de 2017 do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa). 




A SMS no período de 04 a 07 de abril, realizou o levantamento do LIRAa e contabilizou um total de 16.389 imóveis inspecionados pelos agentes de endemias que atuam no combate ao mosquito, em 42 bairros da capital alagoana. 


O resultado geral voltou a indicar a Ponta Verde como a localidade de maior percentual do Índice de Infestação Predial (IPP) – 9,29% – com focos encontrados principalmente em depósitos fixos. O bairro também é apontado, junto com a Pajuçara, como o maior índice por área (6,7%).


“Na maioria dos casos, os focos dessa área foram detectados em tanques de canteiros de obras e piscinas de imóveis fechados......” Carmem Samico. , gerente de Controle das Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos da SMS.





Por área, também aparecem em destaque com um alto índice de infestação, os bairros de :



"Garça Torta, Jacarecica, Cruz das Almas e Mangabeiras, somando um percentual de 3,4%. Afetados, principalmente pela deficiência no abastecimento de água, predomina, nos bairros da região norte da cidade, a proliferação de focos do Aedes aegypti em depósitos ao nível do solo – tonel, tanque, poço, cisterna, balde, caixa d´água. O acúmulo de lixo também contribui significativamente para o aparecimento dos focos do mosquito." Carmem Samico. 
"Na terceira posição, com um percentual de 4,5% por área, estão relacionados os bairros do Centro e Jaraguá. Nestes, também há o predomínio de focos encontrados em depósitos ao nível de solo, que se somam aos depósitos móveis (vasos, bebedouro, etc.) " Carmem Samico. 


Dados epidemiológicos


De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela DVS, referente à 16ª Semana Epidemiológica (período de 16 a 22/04) foi notificado em 2017 um total de 135 casos de dengue em Maceió. No mesmo período de 2016, foram notificados 1.654 casos da doença.

Febre Chikungunya – O mesmo documento aponta que este ano foram notificados 107 casos de febre chikungunya. Em 2016, foram notificados 5.558 casos, sendo 4.052 confirmados.

Zika – O boletim mostra ainda que foram notificados até a 16ª Semana Epidemiológica 31 casos suspeitos, sendo 23 confirmados por critério clínico-epidemiológico. Os demais estão sob investigação. Em 2016, foram notificados 5.982 casos suspeitos, 161 deles confirmados por laboratório.


Editado pelo Blog
Fontes : Ascom SMS e Blog AR NEWS

Aedes e LIRAa : Ponta Verde e Pajuçara têm maior índice do mosquito transmissor da Dengue,Zika,Chikungunya e Febre Amarela
on
O Levantamento Rápido de Índice de Infestação do Mosquito Aedes aegypty - LIRAa determina riscos para surtos e epidemias por doenças que são transmitidas pelo mosquito vetor Aedes aegypti Rating: 2

Comentários