Constelações Familiares, um perigoso método pseudocientífico


O método Constelações familiares foi desenvolvido pelo filósofo, teólogo, educador e auto-intitulado "psicoterapeuta" Bert Hellinger. Seu objetivo é livrar as pessoas de suas "tensões / conflitos" que normalmente vêm de "gerações passadas e têm suas raízes nos eventos da história da família", tais como os conflitos armados, violência familiar ou doméstica, a morte prematura de pais ou filhos, abortos, separações ou violações. Isso pode se manifestar no presente como depressão, psicoses, medos, dores de cabeça, fadiga crônica ou problemas de relacionamentos. Em resumo, eventos emocionalmente intensos (conflitos não resolvidos) dos nossos ancestrais familiares que são transmitidos de geração em geração. 



Qual o significado das Constelações Familiares?



Para que serve?



Seus defensores dizem que podem tratar quase tudo, desde traumas de infância, depressão, tristeza e melancolia, superar acontecimentos trágicos como a perda ou a tristeza, lidar com doenças, problemas de relacionamentos de casais, relacionamentos atuais ou passados, problemas de fertilidade ou adoções, problemas com as crianças (qualquer tipo), dificuldades nos relacionamentos familiares ou nas relações sociais.



Como se dá a constelação?



No site da Associação Espanhola de Constelações Familiares Bert Hellinguer publica seu método e diz :
Para resolver os problemas que herdamos, a constelação pode ser feita em grupos ou individualmente.


No grupo você pode se envolver em 3 níveis : 




  • Como um cliente expondo um assunto pessoal que pretende resolver .. 
  • Como um representante, se colocando a serviço do outro , e assim passando a representar algum membro de sua família. 
  • Ou como participante observando e ajudando com energias durante o transcorrer da constelação.



Em seguida, o constelador, que direciona e comanda a dinâmica, faz com que o cliente exponha o seu problema, e então depois escolhe as pessoas que irão representar a família atual ou a de origem. Vão te colocando e pedem que se movam ou atuem de acordo com as energias que recebem enquanto estão interpretando o papel. O orientador constelar por intermédio dos representantes que estão no palco participando da sessão e expressando os seus sentimentos,procura ajudar com frases de cura. Ele geralmente acaba incluindo o cliente pedindo-lhe para tomar o seu lugar e que participe dessa nova imagem curativa da nova família.


Também se pode constelar individualmente. Para isso se usam figuras ou bonecos, tapetes ou papéis que são usados para configurar o sistema familiar. O trabalho de percepção de energias se faz unicamente entre o cliente e o constelador .


De acordo com seu guru, possuímos "conexões inconscientes com o destino de nossos antepassados" que devem ser reveladas para se ter a cura. Defende a ideia de ressonância mórfica de Rupert Sheldrake para explicar como o nosso destino está ligado com nossos antepassados . Campos de energia com memória que influenciam e nos ligam no presente com pessoas, lugares ou animais do passado. Algo parecido com aqueles que defendem e praticam Reiki.




O que ela (Constelação Familiar) não é ?


Ela não é uma terapia com evidência científica . 

Não há nenhum tipo de estudo medianamente rigoroso que confirme sua eficácia. As Constelações familiares nunca estiveram sob qualquer protocolo experimental sério que confirme aa eficácia dessa terapia em todos. Os resultados positivos podem ser atribuídos aos processos de sugestão e de empatia.

Ela não tem um modelo explicativo da realidade científica, coerente ou medianamente realista.

 Sua teoria ou modelo teórico é uma mistura de bases pseudocientíficas capturadas de outras terapias ou modelos de duvidosa ou nenhuma eficácia como a psicanálise, a Primal Therapy, o Psicodrama,a hipnose, a análise transacional, de Gestalt , a programação neurolinguística (PNL) e a terapia familiar sistêmica (a que o autor considera uma derivação).

Ela está cheia de conceitos pseudocientíficos como o da ressonância mórfica ou o misticismo quântico. 

Energias que a ciência não descobriu e que unem todos os seres humanos uns aos outros para além do tempo ou espaço. Algo assim como a força,expressão falada por Yoda em Star Wars, que eles agora chamam de Cosmic Power (Poder Cósmico), onde o cliente não tem necessidade de falar. Dá para se ver que,tudo é muito científico e sério como "fórmulas matemáticas" que suportam o absurdo.



Não é necessário uma formação especializada para a prática das Constelações. 


Possivelmente uma das razões por proliferar tão bem em qualquer lugar do mundo. Qualquer um pode se tornar um "facilitador" e não exigem que estes indivíduos possuam uma ampla formação ou ser psicólogos.



Não é uma prática ética. 


Nenhum psicólogo licenciado deve empregar as constelações familiares em consulta. Se você fizer isso, violando o artigo 18 do código de ética: "Sem prejuízo da legítima diversidade de teorias, escolas e métodos, ele /ela psicólogo /a não utilizará meios ou procedimentos que não são já utilizados suficientemente, dentro dos limites do conhecimento científico atual. "



Elas não se adaptam às necessidades atuais. 


Como boa pseudoterapia que é , ela está ancorada aos preceitos que pouco ou nada tiveram evolução ou foram alteradas ou modificados desde que seu criador a concebeu e que visa perpetuar uma visão familiar e social arcaica e reacionária.


Em conclusão, as constelações familiares são uma forma de pseudopsicoterapia cujo modelo teórico é baseado em idéias extraídas de outras pseudoterapias e crenças pseudocientíficas ou mágicas. Defende uma visão conservadora e muito antiga da família, uma prática profissional muito pouca especializada e umas "técnicas" altamente sugestivas sem evidências científicas e "técnicas" cujo efeito não vai além do placebo, podendo tornar-se contraproducente para seus participantes.

Se você tem qualquer tipo de problema procure ajuda de um profissional, porque a sua saúde física ou mental não é um jogo de performances teatrais, força cósmica ou estatuetas de brinquedo.

Sergio Garcia Morilla




Mais artigos sobre o tema Constelação Familiar LINK

Editado e Traduzido

Se copiar é obrigatório citar o link do Blog AR NEWS

Sobre o autor:
Sergio Garcia Morilla -http://www.psicosaludtenerife.com/
Psicólogo com mestrado  em Psicologia Clínica e da Saúde..Especialização em Tenerife e Barcelona, onde trabalhou alguns anos na Unidade de Terapia de Comportamento(UTC) . 


Mário Augusto rated 4 out of 5 based on 5 Clients Public reviews. Visit Blog AR NEWS page for the reviews and contact.

Comentários