Resumo Influenza - BRASIL: Situação epidemiológica -Regiões Sul,Sudeste,Norte,Nordeste e Centro-Oeste

Resumo Influenza - BRASIL: Situação epidemiológica -Regiões Sul,Sudeste,Norte,Nordeste e Centro-Oeste

As informações apresentadas nesse informe são referentes ao período que compreende as semanas epidemiologicas (SE) 01 a 14 de 2018, ou seja, casos com início de sintomas de 31/12/2017 a 07/04/2018.



Anexo 4. Distribuição espacial dos casos e óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave confirmados para influenza por município de residência. Brasil, 2018 até a SE 14.



Perfil Epidemiológico dos Casos Até a SE 14 de 2018 foram notificados 3.317 casos de SRAG, sendo 2.167 (65,3%) com amostra processada. Destas, 13,2% (286/2.167) foram classificadas como SRAG por influenza e 20,4% (441/2.167) como outros vírus respiratórios. Dentre os casos de influenza 117 (40,9%) eram influenza A(H1N1)pdm09, 46 (16,1%) influenza A não subtipado, 52 (18,2%) influenza B e 71 (24,8%) influenza A(H3N2).


Entre os outros vírus respiratórios houve predomínio da circulação 175 (50,6%) de Parainfluenza.

As regiões Sudeste e Sul apresentam as maiores quantidades de amostras positivas, com destaque para a maior circulação de Parainfluenza, Influenza B e A(H3N2).

Nas regiões Nordeste e Centro-Oeste destaca-se a circulação do vírus VSR, Parainfluenza e Influenza A(H1N1)pdm09.

Na região Norte predomina a circulação de Parainfluenza e Influenza B.

Quanto à distribuição dos vírus por faixa etária, entre os indivíduos a partir de 10 anos predomina a circulação dos vírus Influenza B, A(H3N2) e Parainfluenza. Entre os indivíduos menores de 10 anos ocorre uma maior circulação de Parainfluenza, VSR e Adenovírus.

Boletim completo aqui

Comentários

Recentes