SESAU , Maceió - AL : Nota técnica sobre morte de primata não humano ( macaco) por Febre Amarela

Maceió - Alagoas -  morte de primata não humano ( macaco) por Febre Amarela


NOTA TÉCNICA SESAU ALAGOAS : MORTE DE PRIMATA POR FEBRE AMARELA




A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que uma amostra de um sagui encontrado morto em Maceió, em janeiro deste ano, teve resultado positivo para febre amarela, conforme análise realizada pelo Instituto Evandro Chagas (IEC), em Belém/Pará. A vigilância de epizootias, ou seja, o alerta sobre adoecimento ou morte desses animais, faz parte da vigilância epidemiológica da febre amarela e está indicada para todo o território nacional, considerando a situação da doença em alguns estados. A Sesau reitera que vem adotando todas as medidas de vigilância orientadas pelo Ministério da Saúde e, em face dessa situação de risco, solicitou ao IEC nova testagem da amostra desse animal, tendo em vista a possibilidade de resultado falso positivo. Também estará colocando armadilhas na área do Ibama e entorno, onde foi encontrado o animal, para captura de mosquitos, verificando a presença do vetor que transmite a doença na área silvestre (mosquitos Sabettes e Haemagogos). Além de coletar amostra de animais na área do Ibama e entorno para detectar a presença de outros animais com positividade


A Sesau, em conjunto com a Secretaria de Saúde de Maceió, estará concentrando esforços na área, com equipe de combate ao vetor da Secretaria, apoiando a equipe do município, para controle da infestação pelo Aedes aegypti que também pode transmitir a febre amarela se o vírus chegar à área urbana. A Sesau permanece em constante contato com o Ministério da Saúde quando então divulgará novas informações sobre a questão, mantendo o alerta quanto à necessidade de comunicação imediata ao CIEVS quando da detecção ou denúncia da presença de saguis ou macacos mortos.

Print Nota da SESAU informando sobre a morte de um macaco por Febre Amarela em Alagoas

Comentários