Fêmeas do Haemagogus janthinomys,principal vetor da Febre Amarela silvestre,podem voar até 11 km


O mosquito Hg. janthinomys, considerado o principal vetor da febre amarela no Brasil



Vetor reservatório : Nas áreas silvestres, os mosquitos do gênero Haemagogus (Hg. janthi albomaculatus e Hg. leucocelaenus) e os do gênero Sabethes são os mais importantes da América Latina.



 No Brasil, a espécie Hg. janthinomys é a espécie que mais se destaca na manutenção do vírus.


 Esses mosquitos são primatófilos, isto é, têm preferência alimentar por sangue de macacos, tornando os primatas em amplificadores (produzindo altas viremias nos  6 primeiros dias de infecção) e disseminando, passivamente, o vírus (ao se deslocarem dentro de e entre florestas). 
Essas epizootias originam-se em uma localidade e migram  por meio destes, enquanto houver macacos susceptíveis e mosquitos vetores em seu território possibilitando a ocorrência de casos humanos acidentais, quando estes adentram as áreas completando a tríade mosquito infectado, macacos e humano suscetíveis. 

O Hg. Janthinomys, uma vez infectado permanece assim por toda a vida (aproximadamente 3 meses) e pode manter o vírus por meio da postura de ovos infectados. Suas fêmeas podem voar longas distâncias de até 11 km, inclusive entre áreas de florestas separadas por cerrados. Seus hábitos são diurnos e estritamente silvestres, vivem nas copas das árvores, onde habitam os hospedeiros, descendo às vezes ao solo na presença do homem ou quando a quantidade de macacos é pequena. O Hg. albomaculatus apresenta maior autonomia de vôo que os demais vetores, por isso pode chegar ao domicílio ou peridomicílio homem. (Consoli, R. A.G.B, Oliveira, R.L. para picar o Principais Mosquitos de Importância Sanitária no Brasil no Brasil, Editora Fiocruz, 1994, RJ. 228p)  (1)


Taxa de eclosão de ovos da espécie Hg. janthinomys :  principal vetor da febre amarela no país. 


As estações chuvosas são determinantes na ocorrência da espécie, pois os ovos depositados pelas fêmeas podem rapidamente produzir adultos após cada chuva forte o suficiente para submergi-los. “Isso indica que a produção de adultos pode ocorrer durante todo o ano, a menos que as condições meteorológicas sejam desfavoráveis”. (2)


Editado pelo Blog AR News
Se copiar é obrigatório citar o link da postagem

Fontes:

(2)https://agencia.fiocruz.br/pesquisador-apresenta-resultados-de-trabalho-sobre-vetores-da-febre-amarela

Comentários