2/21/2017

Surto Epidêmico de Febre Amarela segue trajetória do aedes durante o carnaval

 ocorrência do  Aedes aegypt
O mapa descreve a probabilidade de ocorrência do  Aedes aegypt (de 0 azul ,a 1 vermelho) com uma resolução espacial de 5 km × 5 km.


O Aedes Aegypti pode ser considerado um importante fator de risco exógeno durante o carnaval e um hábil vetor da Febre Amarela Urbana.


O Brasil vive uma tríplice epidemia por Dengue,Zika e Chikungunya, e em risco iminente do Vírus da Febre Amarela ocupar a quarta colocação no cenário epidemiológico nacional. 


        Causas da manutenção e progressão do surto epidêmico e algumas medidas para conter o avanço da febre amarela





O surto que pode se transformar na mais letal Epidemia de Febre Amarela Urbana


"No que se refere à capacidade de adaptação ao ambiente hostil das grandes cidades, talvez nenhuma espécie de mosquito tenha conseguido tanto sucesso quanto o Aedes aegypti – aquele com o corpo coberto de listras brancas que, para azar dos humanos, é capaz de transmitir doenças como dengue, febre amarela, febre chikungunya e zika."- http://agencia.fapesp.br/




Risco de adoecer por febre amarela


Qualquer pessoa não vacinada que resida ou viaje para as áreas com risco de transmissão da doença possui risco de contrair a febre amarela.


Vacina contra a febre amarela é a única forma de proteção



A única forma de evitar a doença é por meio da vacinação. No Brasil, o imunizante é desenvolvido pelo laboratório Bio-Manguinhos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), desde 1937.

Existe a possibilidade de transmissão em todo local que há mosquitos vetores da Febre Amarela


"As grandes epidemias ocorrem quando pessoas infectadas introduzem o vírus em zonas densamente povoadas, com elevada densidade de mosquitos e onde a maioria das pessoas tem pouca ou nenhuma imunidade, por não estarem vacinadas. Nestas condições, os mosquitos infectados transmitem o vírus de pessoa para pessoa."(DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS GUIA DE BOLSO,MINISTÉRIO DA SAÚDE )


Enquanto o Aedes aegypti encontrava-se erradicado, havia uma relativa segurança quanto a não possibilidade de reurbanização do vírus amarílico.Entretanto, a reinfestação de extensas áreas do território brasileiro por esse vetor, inclusive já presente em muitos dos centros urbanos das áreas de risco, traz a possibilidade de reestabelecimento (embora remota) do ciclo urbano do vírus.






“Para estimar o risco de uma epidemia de febre amarela urbana numa área infestada pela dengue, calculamos um índice de intensidade de transmissão da doença, limiar acima do qual qualquer indivíduo infectado por febre amarela silvestre pode detonar uma epidemia de febre amarela urbana”. Isto é, tornar-se transmissor ao ser picado por mosquitos urbanos não infectados, o que produz uma reação em cadeia.(Eduardo Massad, professor de Informática Médica e Métodos Quantitativos em Medicina)



Há doenças ou há apenas pessoas doentes? 


 Definição de Doença (do latim dolentia, padecimento) designa em medicina e outras ciências da saúde um distúrbio das funções de um órgão, da psique ou do organismo como um todo, que está associado a sinais e sintomas específicos

Classificação quanto a freqüência (de acordo com a extensão) 

 Endemia Presença habitual ( contínua) de uma doença em uma determinada área geográfica( local ou região). 

 Surto Ocorrência de aumento do número de casos em uma determinada área geográfica (Escola,Quartel, Creche, Rua, Bairro, etc.) 

 Epidemia É a ocorrência de uma doença em uma freqüência não usual 

 Pandemia Epidemia em vários países ou até continentes 



Cálculo do Coeficiente de Letalidade (ou Fatalidade) 


Definição:  

  • Este indicador mede a proporção de óbitos que ocorrem no total de casos de uma doença ou agravo à saúde. Ele é a medida do risco de óbito entre os doentes.
  • característica ou condição do que é letal.
  • número de óbitos; mortalidade.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) também publicou recentemente em seu site, uma nota sobre os casos de febre amarela no estado de Minas Gerais. Confira logo abaixo um trecho do comunicado oficial:


“Um surto de febre amarela já havia sido detectado em Minas Gerais: o mais recente, ocorrido em 2002-2003, teve 63 casos confirmados, incluindo 23 mortes (uma taxa de letalidade de 37%). (…) O surto atual está acontecendo em uma área com uma cobertura relativamente baixa de vacinação, o que poderia facilitar o rápido avanço da doença. (…) A preocupação é que a transmissão se estenda para o Espírito Santo e o sul da Bahia, regiões com ecossistemas favoráveis para o alastramento do vírus. (…) A introdução do virus nessas áreas poderia dar início à grandes epidemias de febre amarela. Há também o risco de que humanos infectados viajem para as áreas afetadas, dentro ou fora do Brasil, onde os mosquitos Aedes estão presentes, iniciando ciclos locais de transmissão de humano para humano. As ações de combate ficam ainda mais complicadas devido aos surtos concomitantes de Zika, chikungunya e dengue.”


Carnaval aumenta risco de epidemia por Febre Amarela


Tendo em vista a evolução da situação da Febre Amarela no Brasil e considerando as viagens durante o Carnaval nos próximos dias e ainda que as pessoas poderão fazer passeios fora das principais cidades, o atual conselho do Secretariado da OMS para viajantes é :
  • Vacinação contra febre amarela pelo menos 10 dias antes da viagem.
  • Observe que, de acordo com o Anexo 7 do Regulamento Sanitário Internacional (2005), uma única dose de uma vacina da febre amarela aprovada pela OMS é suficiente para conferir imunidade sustentada e proteção vitalícia contra a febre amarela. 
  • Os viajantes com contra-indicações para a vacina contra a febre amarela (crianças com menos de 9 meses, mulheres grávidas ou lactantes, pessoas com hipersensibilidade grave a antígenos de ovos e imunodeficiência grave) ou com mais de 60 anos devem consultar seu profissional de saúde para obter aconselhamento;


 Coeficiente de Letalidade (ou Fatalidade)  


 A letalidade expressa a gravidade de uma doença: quanto maior o número de indivíduos, acometidos por uma doença, que vão a óbito, mais grave ela é considerada.

Número de óbitos por determinada doença x 100
---------------------------------------------------------       = 
 Número de casos da mesma doença

Siga o link  , e veja  a letalidade atual por Febre Amarela


Não existe tratamento específico para a febre amarela. Ela tem tem a capacidade de provocar surtos devastadores

A vacinação é altamente recomendada como medida preventiva para viajantes e pessoas que vivem em países endêmicos.






Se copiar é obrigatório citar o link do blog ALAGOAS REAL

Fontes:
Blog AR NEWS
http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0137851
http://agencia.fapesp.br/
https://googledataorg.cartodb.com/u/googledata/viz/8642706a-dfef-11e5-9f8a-42010a14800b/embed_map
http://www.uff.br/e-pid/letalidade.htm


 =======================================================================
Voto no artigo:
4.00 em 5.00 baseado em 19 votos.  

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Faça seu comentário